Notícias

Aqui você acompanha as últimas notícias do ramo farmacêutico.

18/08/2016

Farmácias evoluem com atendimento personalizado

A frequência com que o consumidor vai à farmácia só fica atrás do número de visitas que faz ao supermercado. Estimuladas por esse alto nível de frequência, as grandes redes de drogarias e os estabelecimentos independentes adotam hoje diversos tipos de programas de fidelidade para atrair um público maior. Nos últimos anos, os programas utilizados pelo segmento evoluíram do simples desconto de preços e distribuição de brindes para estratégias mais elaboradas, baseadas no perfil do cliente, e serviços de atendimento farmacêutico, que proporcionam melhor retorno em termos de vendas.

"O marketing moderno é uma batalha pela fidelidade dos clientes. As farmácias, como as demais empresas, têm que dispor de um conjunto de ferramentas para isso e o programa de fidelidade é uma delas", diz o consultor especializado em marketing farmacêutico e propaganda médica, Marco Fiaschetti. A disputa por um mercado mais concorrido fez com que os programas de fidelidade do segmento se transformassem em um sistema mais amplo, que visa conhecer os hábitos e características dos consumidores. 

A partir da identificação do cliente, pelo número do CPF credenciado e informado no momento da compra, as drogarias estabelecem um relacionamento mais próximo, com ofertas adequadas a cada perfil de consumidor. "Todas as grandes redes, incluindo as de farmácia, têm programas de fidelidade bem desenvolvidos, cujo objetivo é conhecer muito bem seus clientes, e utilizam isso para ser mais produtivas", diz o diretor do núcleo de estudos e pesquisas econômicas do grupo Gouvêa de Souza (GS&MD), Eduardo Yamashita.

O diferencial do segmento não está necessariamente nos medicamentos, observa Fiaschetti, já que nesse ramo os produtos são iguais e os preços não diferem muito dos da concorrência. O que muda são os demais produtos vendidos em farmácias, como cosméticos, linha de higiene e perfumaria. Ao entender quem são seus clientes, a empresa pode repensar o mix desse tipo de produtos, algumas investindo mais em dermocosméticos, por exemplo, outras em artigos naturais e fitoterápicos.

Fonte: Guia da Farmácia

Conheça nossos fornecedores